NASA praticamente confirma missão de Astronautas pisarem na Lua em 2024
Universo

NASA praticamente confirma missão de Astronautas pisarem na Lua em 2024

primeira mulher astronauta - NASA praticamente confirma missão de Astronautas pisarem na Lua em 2024
Gostou? Compartilhe nas Redes Sociais

Um Press Release da NASA assinado por James Cawley, respaldado pelo sênior de testes da NASA, Danny Zeno. Na divulgação a NASA afirma que diretores de Teste da NASA aguardam ansiosamente o lançamento de Artemis. Muito especulou-se depois da pandemia do COVID-19 se a NASA iria manter seu o cronograma “schedule” para o volta do homem a Lua em 2024. Tudo indica que sim e os candidatos selecionados para a missão, ainda não foram anunciados oficialmente, mas haverá no minimo uma mulher entre os selecionados, como já comprometeu-se a agencia americana.

NASA Lua Mulher 1 - NASA praticamente confirma missão de Astronautas pisarem na Lua em 2024

Press Release da NASA
Traduzido por Mídia Interessante

As missões Artemis da NASA pousarão os astronautas americanos na Lua até 2024, começando com Artemis I, o teste de voo destroçado do SLS e Orion.  

“É certamente uma sensação incrível sermos responsáveis ​​pela criação dos blocos de construção de um novo programa que eventualmente nos levará à Lua, Marte e além”, disse o diretor sênior de testes da NASA, Danny Zeno.

Zeno está liderando o desenvolvimento de planos e procedimentos de teste que são essenciais para o hardware de voo e solo das missões Artemis. Isso inclui provar a funcionalidade dos sistemas de vôo e solo para a configuração montada do veículo de lançamento, verificar se os braços e umbilicais do lançador móvel operam conforme o esperado no lançamento e executar uma contagem regressiva de lançamento simulada com o veículo integrado no edifício de montagem de veículos.

O veterano de 14 anos da NTD aprecia seu papel prático em testar e lançar com sucesso o SLS – o foguete mais poderoso que a NASA já construiu.  

“É muito gratificante”, disse Zeno. “O que me empolga no futuro é que o trabalho que estou fazendo hoje está contribuindo para um dia ter humanos vivendo e trabalhando em outros planetas”.

Existem 18 pessoas no escritório da NTD – todas as quais devem passar por rigoroso treinamento de certificação no gerenciamento e liderança de operações de teste, engenharia de sistemas e resposta a emergências. Eles são responsáveis ​​pelas pessoas, pelo hardware e pela programação durante os testes ativos na sala de tiro.

“O escritório da NTD está no centro das operações de teste, o que garantirá que estamos prontos para realizar as missões Artemis”, disse o diretor de lançamento Charlie Blackwell-Thompson. “À medida que lançamos as bases para explorar nosso sistema solar, os diretores de testes da NASA estão na linha de frente para que isso aconteça.”

Um NTD trabalha a partir de um console na sala de tiro durante testes integrados ou perigosos, guiando a equipe através de qualquer operação de contingência ou emergência. Eles lideram testes críticos na Plataforma de Lançamento 39B e no lançador móvel , a estrutura de aço de 11,5 metros de altura que lançará o foguete SLS e a sonda Orion nas missões Artemis à Lua e a Marte. Isso inclui testes de supressão de som, supressão de incêndio e fluxo criogênico de fluido, além de testar o braço de acesso da tripulação e os umbilicais – conexões que fornecerão comunicações, líquido de arrefecimento e combustível até o lançamento.

Embora a maior parte do trabalho para os sistemas de solo e voo seja antes da decolagem, o trabalho certamente não termina aí.

“Isso culmina em uma contagem regressiva de dois dias em que todos os grupos, equipes e ativos são obrigados a funcionar juntos em um desempenho quase perfeito para que possamos lançar”, disse o diretor sênior de testes da NASA, Jeff Spaulding.

Spaulding tem quase três décadas de experiência no escritório de teste, lançamento e recuperação. Para Artemis I, ele lidera a equipe de controle de lançamento e as equipes de suporte durante a contagem regressiva para Blackwell-Thompson, que supervisionará a contagem regressiva e a decolagem do SLS.

A pouco mais de cinco quilômetros da plataforma de lançamento, no dia do lançamento, Spaulding estará na sala de tiro executando a parte final da carga criogênica até o lançamento. Durante esse período, propulsores supercool – chamados criogênicos – são carregados nos tanques do veículo. Ele executará as mesmas tarefas para o ensaio de trajes molhados, que é uma contagem regressiva para treinos completos cerca de dois meses antes do lançamento, que inclui abastecer os tanques e replicar tudo o que foi feito antes do arranque do motor principal.

No final da missão, parte da equipe liderará os esforços de recuperação a bordo de um navio da Marinha após a queda de Orion. O diretor de recuperação da NASA e as NTDs de suporte são responsáveis ​​pelo planejamento e execução de todas as operações para recuperar a cápsula Orion em um navio da Marinha dos EUA. Isso inclui trabalhar em estreita colaboração com o Departamento de Defesa para garantir que as equipes coordenem os planos de recuperação, atendam aos requisitos e sigam cronogramas e procedimentos para levar nossos heróis e naves espaciais para casa com rapidez e segurança.

“Somos apoiados por várias equipes de Kennedy e de outros lugares do país que estão nos ajudando com o nosso primeiro vôo histórico, enquanto abrimos caminho para a aterrissagem de astronautas na Lua em 2024”, disse Spaulding.

Por NASA / Editor: James Cawley

SAIBA MAIS SOBRE A MISSÃO ÁRTEMIS

Programa Ártemis que levará o homem a Lua em 2024 tem nova identidade

Por que o programa da NASA de ir a Lua em 2024 se chama ÁRTEMIS?

Veja as parceiras da NASA para o projeto Moon to Mars

Dead Line 2024: Astronauta diz que prazo de Trump para Lua é muito perigoso

Temos Vagas: NASA busca candidatos para Astronautas, mas somente para Estadounidenses

LEIA TAMBÉM  Ida do homem a Lua em 2024 poderá sair do Brasil