Veja as parceiras da NASA para o projeto Moon to Mars
Listas Universo

Veja as parceiras da NASA para o projeto Moon to Mars

Veja as parceiras da NASA para o projeto Moon to Mars - Veja as parceiras da NASA para o projeto Moon to Mars
Gostou? Compartilhe nas Redes Sociais

Antes do pouso humanos na lua, por meio do Commercial Lunar Payload Services, ou CLPS, a NASA está fazendo parceria com empresas americanas para enviar novos instrumentos e tecnologias científicas para a Lua antes de um retorno humano. A NASA planeja emitir sua primeira ordem de tarefa para serviços de entrega de carga útil na superfície lunar em maio, e a primeira entrega poderá ocorrer no final de 2019, se os desembarques comerciais estiverem prontos. NASA encomendará mais entregas para a Lua conforme necessário na próxima década.

parceiras da NASA

Veja as parceiras da NASA para o projeto Moon to Mars5 - Veja as parceiras da NASA para o projeto Moon to Mars

Sugerimos que você visite o site da NASA sobre o projeto ARTEMIS que esta demais e vale a pena você dar uma conferida!

https://www.nasa.gov/moontomars/

   Veja as parceiras da NASA para o projeto Moon to Mars4 - Veja as parceiras da NASA para o projeto Moon to Mars 

Veja aqui o press-release da NASA sobre o assunto:
Por NASA / RELEASE 19-078 Traduzido por Mídia Interessante

27 de Setembro de 2019
Veja as parceiras da NASA para o projeto Moon to Mars3 - Veja as parceiras da NASA para o projeto Moon to Mars

NASA anuncia novas parcerias de pontos de virada para as tecnologias Moon e Mars

A NASA selecionou 14 empresas americanas como parceiras cujas tecnologias ajudarão a permitir a abordagem de exploração Moon to Mars da agência .

As seleções são baseadas na quarta solicitação competitiva do Tipping Point da NASA e têm um valor total combinado de aproximadamente US $ 43,2 milhões. Esse investimento na indústria espacial dos EUA, incluindo pequenas empresas em todo o país, ajudará a comercializar as tecnologias e a prepará-las para o uso pela NASA.

“Essas tecnologias promissoras estão em um ‘ponto de inflexão’ em seu desenvolvimento, o que significa que o investimento da NASA é provavelmente o impulso extra que uma empresa precisa para amadurecer significativamente uma capacidade”, disse Jim Reuter, administrador associado da Diretoria de Missão de Tecnologia Espacial da NASA (STMD). “Essas são tecnologias importantes necessárias para a exploração sustentada da Lua e Marte. Como a agência se concentra em desembarcar astronautas na Lua até 2024 com o programa Artemis , continuamos a nos preparar para a próxima fase da exploração lunar que se aproxima de Marte. ”

As seleções abordam áreas de tecnologia como produção e gerenciamento de propulsores criogênicos, geração, armazenamento e distribuição de energia sustentável, sistemas de propulsão eficientes e acessíveis, operações autônomas, mobilidade do rover e aviônicos avançados. As propostas selecionadas, organizadas por área de tecnologia, são: 

Produção e gerenciamento de propulsores criogênicos 

• Blue Origin LLC de Kent, Washington, US $ 10 milhões

Uma demonstração terrestre de liquefação e armazenamento de hidrogênio e oxigênio, representando propulsores de foguetes e naves espaciais que poderiam ser produzidos na Lua. A demonstração pode ajudar a informar uma planta de produção de propulsores em larga escala, adequada para a superfície lunar.

• OxEon Energy LLC de North Salt Lake, Utah, US $ 1,8 milhão

A OxEon Energy trabalhará com a Escola de Minas do Colorado para integrar uma tecnologia de eletrólise para processar gelo e separar hidrogênio e oxigênio. As moléculas poderiam então ser resfriadas para produzir combustível para o transporte cislunar. Essa tecnologia poderia fornecer uma solução flexível e escalável para futuras operações de utilização de recursos in situ na Lua.

• Skyre Inc. de East Hartford, Connecticut, US $ 2,6 milhões

A Skyre, também conhecida como Inovações Sustentáveis, juntamente com a parceira Meta Vista USA LLC, desenvolverá um sistema para fabricar propulsor da água permanentemente congelada localizada nos pólos da Lua, incluindo processos para separar o hidrogênio e o oxigênio, manter o produto extremamente frio e usar hidrogênio. como refrigerante para liquefazer oxigênio.

• SpaceX de Hawthorne, Califórnia, US $ 3 milhões

A SpaceX colaborará com o Marshall Space Flight Center da NASA em Huntsville, Alabama, para desenvolver e testar protótipos de acopladores – ou bicos – para reabastecer naves espaciais, como o veículo Starship da empresa. Um acoplador de fluido criogênico para transferência de propulsores no espaço em larga escala é uma tecnologia importante para ajudar nos esforços de exploração sustentados na Lua e em Marte.

cuberover 4wd moon - Veja as parceiras da NASA para o projeto Moon to Mars

Geração, armazenamento e distribuição de energia sustentável

• Infinity Fuel Cell e Hydrogen Inc. de Windsor, Connecticut, US $ 4 milhões

A empresa colaborará com o Johnson Space Center da NASA em Houston para desenvolver um produto escalável, modular e flexível de energia e energia que utiliza novos métodos de fabricação para reduzir custos e melhorar a confiabilidade. A tecnologia poderia ser usada para veículos lunares, equipamentos de superfície e habitats.

• Corporação de Desenvolvimento Espacial Paragon de Houston, US $ 2 milhões

A Paragon Space Development Corporation trabalhará com o Johnson e o Glenn Research Center da NASA em Cleveland para desenvolver um sistema de controle ambiental e de suporte à vida, bem como um sistema de controle térmico para missões lunares que mantêm temperaturas operacionais aceitáveis ​​durante o ciclo diurno e noturno da Lua. O design desses sistemas poderia ser adaptado para missões tripuladas em Marte.

• TallannQuest LLC de Sachse, Texas, US $ 2 milhões

Trabalhando com o Laboratório de Propulsão a Jato da NASA em Pasadena, Califórnia, a empresa, também conhecida como Apogee Semiconductor, desenvolverá um controlador de potência de comutação flexível e resistente à radiação capaz de ser configurado com base nas necessidades de energia de uma missão. Essa tecnologia poderia ser usada para missões na Lua, Marte, Europa, lua de Júpiter e outros destinos.

Sistemas de propulsão eficientes e acessíveis

• Accion Systems Inc. de Boston, US $ 3,9 milhões

O primeiro CubeSats interplanetário, os MarCO-A e B da NASA , usou um conjunto de propulsores a gás frio para controle de atitude e correções de rumo durante seu cruzeiro a Marte, ao lado do módulo de aterrissagem Mars InSight . A Accion e a JPL formarão uma parceria para amadurecer um sistema de propulsão para demonstrar os mesmos recursos necessários para a missão MarCO, mas com um sistema menor e mais leve que consome menos energia. O sistema de propulsão poderia permitir mais oportunidades científicas com essas plataformas pequenas e flexíveis.

• CU Aerospace LLC de Champaign, Illinois, US $ 1,7 milhão

A CU Aerospace, NearSpace Launch e a Universidade de Illinois em Urbana-Champaign construirão e testarão um CubeSat de 6 unidades equipado com dois sistemas de propulsão diferentes. Esses sistemas foram desenvolvidos com o financiamento da SBIR ( Small Business Innovation Research ) da NASA e oferecem alto desempenho, baixo custo e processamento seguro de pré-lançamento. A empresa planeja entregar o CubeSat pronto para o vôo no NanoRacks para lançamento e implantação.

• ExoTerra Resource LLC de Littleton, Colorado, US $ 2 milhões

A ExoTerra construirá, testará e lançará um CubeSat de 12 unidades com um módulo de propulsão elétrica solar compacto e de alto impulso. Uma vez pronto para o vôo, o sistema será demonstrado no espaço à medida que o CubeSat se move da órbita baixa da Terra para os cinturões de radiação ao redor da Terra. Esse pequeno sistema de propulsão elétrica pode abrir o sistema solar interno para missões específicas de exploração científica, usando naves espaciais acessíveis que variam de 44 a 440 libras.

Operações Autônomas

• Blue Canyon Technologies Inc. de Boulder, Colorado, US $ 4,9 milhões

À medida que o acesso ao espaço aumenta, aumenta também a necessidade de recursos terrestres, como estações de rastreamento. Com uma demonstração no espaço, a Blue Canyon Technologies amadurecerá uma solução de software de navegação autônoma para SmallSats e CubeSats, para que eles possam atravessar o espaço sem “falar” com a Terra.

Rover Mobility

• Tecnologia astrobótica de Pittsburgh, US $ 2 milhões

A Astrobotic e a Universidade Carnegie Mellon trabalharão com o JPL e o Kennedy Space Center da NASA na Flórida para desenvolver pequenos “batedores” de veículos espaciais que podem hospedar cargas úteis e fazer interface com vários grandes aterrissadores. Este projeto recebeu financiamento anterior da NASA por meio dos prêmios SBIR. A nova parceria desenvolverá interfaces de carga útil mais maduras e aumentará os recursos do rover.

Aviônicos avançados

• Intuitive Machines LLC de Houston, US $ 1,3 milhão

Desenvolvimento de um computador e software de processamento de visão de espaçonave para reduzir o custo e o cronograma necessários para a implantação de recursos de navegação ótica ou a laser em missões governamentais e comerciais.

• Luna Innovations de Blacksburg, Virgínia, US $ 2 milhões

A Luna Innovations está em parceria com a Sierra Nevada Corporation, ILC Dover e Johnson para provar a viabilidade de sensores que monitoram a saúde estrutural e a segurança de habitats infláveis ​​localizados em órbita ou na superfície de outros mundos.

Através de contratos de preço fixo da empresa, a STMD fará pagamentos importantes por um período de desempenho de até 36 meses. Cada parceiro do setor deve contribuir com uma porcentagem mínima, com base no tamanho da empresa, do custo total de cada projeto.

A STMD desenvolve tecnologias espaciais transformadoras para permitir futuras missões. Os projetos do Tipping Point são gerenciados por programas dentro do STMD e, em alguns casos, incluem colaborações com os centros da NASA.

O programa de exploração lunar Artemis da NASA inclui o envio de um conjunto de novos instrumentos científicos e demonstrações de tecnologia para estudar a Lua, pousando a primeira mulher e o próximo homem na superfície lunar até 2024 e estabelecendo uma presença sustentada até 2028. A agência alavancará sua experiência com Artemis e tecnologias para se preparar para o próximo salto gigante – enviar astronautas para Marte.

Para mais informações sobre a solicitação do Tipping Point da NASA, visite:

https://www.nasa.gov/directorates/spacetech/solicitations/tipping_points

Veja as parceiras da NASA para o projeto Moon to Mars2 - Veja as parceiras da NASA para o projeto Moon to Mars

LEIA TAMBÉM  Inacreditável! Lua pode ter abrigado vida

LEIA TAMBÉM  A procura por vida! NASA confirma missão à lua de Júpiter, Europa