Futuro do Planeta: A humanidade tem apenas 3 anos para salvar o Planta Terra
Cotidiano

Revista Nature: A humanidade tem apenas 3 anos para salvar o Futuro do Planeta Terra

tsunami futuro do planeta - Revista Nature: A humanidade tem apenas 3 anos para salvar o Futuro do Planeta Terra

Cientistas em um artigo na revista Cientifica Nature disseram que os humanos tem 3 anos para salvar o Futuro Planeta Terra da destruição. O grupo de cientistas apontam que a taxa do nível do mar subiu 50% nos últimos 25 anos e nos últimos três anos, as emissões globais de dióxido de carbono provenientes da queima de combustíveis fósseis foram compensadas depois de crescer por décadas. Isso é um sinal de que políticas e investimentos em mitigação climática estão começando a pagar. Os Estados Unidos, a China e outras nações estão substituindo o carvão com gás natural e aumentando as fontes de energia renováveis. Existe um acordo internacional quase unânime de que os riscos de abandonar o Futuro do Planeta às mudanças climáticas são muito ótimos para ignorar.

Futuro do Planeta

efeito estuda planeta futuro - Revista Nature: A humanidade tem apenas 3 anos para salvar o Futuro do Planeta Terra

Power Station – United Kingdom

O Comunicado,

Por Nature Science
Traduzido por Mídia Interessante

 

A transição orientada pela tecnologia para a energia com baixas emissões de carbono está bem encaminhada, uma tendência que tornou possível o acordo climático 2015 em Paris. Mas ainda há um longo caminho a percorrer para descarbonizar a economia mundial. Os ventos políticos são sensíveis. O presidente Donald Trump anunciou que os Estados Unidos se retirarão do acordo de Paris quando for legalmente capaz de fazê-lo, em novembro de 2020.

O ano de 2020 é crucialmente importante por outro motivo, que tem mais a ver com física e política. Quando se trata de clima, o tempo é tudo. De acordo com um relatório de abril (preparado pelo Carbon Tracker em Londres, o consórcio Climate Action Tracker, o Potsdam Institute for Climate Impact Research, na Alemanha e a Universidade de Yale em New Haven, Connecticut), as emissões continuarão a aumentar para além de 2020, ou mesmo permanecerão Nível, os objetivos de temperatura estabelecidos em Paris tornam-se quase inalcançáveis. Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU que foram acordados em 2015 também estariam em grave risco.

Futuro do Planeta: É por isso que lançamos a missão 2020 – uma campanha colaborativa para aumentar a ambição e a ação em setores-chave para reduzir a curva de emissões de gases de efeito estufa até 2020 (www.mission2020.global ).

À medida que 20 líderes das maiores economias do mundo se reunem nos dias 7 e 8 de julho na cimeira do G20 em Hamburgo, Alemanha, pedimos que eles destaquem a importância do ponto de convergência climático de 2020 para as emissões de gases de efeito estufa e demonstrem o que eles e outros Estão fazendo para enfrentar este desafio. Reduzir as emissões a nível mundial é uma tarefa monumental, mas a pesquisa nos diz que é necessário, desejável e realizável.

Após cerca de 1°C do aquecimento global impulsionado pela atividade humana, as placas de gelo na Gronelândia e na Antártica já estão perdendo massa a uma taxa crescente. O gelo marinho de verão está desaparecendo no Ártico e os recifes de corais estão morrendo de estresse por calor – ecossistemas inteiros estão começando a entrar em colapso. Os impactos sociais das mudanças climáticas das ondas de calor intensificadas, as secas e o aumento do nível do mar são inexoráveis ​​e afetam primeiro os mais pobres e fracos.

A magnitude do desafio pode ser entendida, para o futuro do Planeta calculando um orçamento para emissões de CO 2 – a quantidade máxima de gás que pode ser liberada antes do limite de temperatura é violada. Depois de subtrair as emissões passadas, a humanidade fica com um “crédito de carbono” entre 150 e 1.050 gigatoneladas (Gt; um Gt é 1 × 10 9 toneladas) de CO 2 para atingir o alvo de Paris de 1,5 ° C ou bem abaixo de 2 ° C (Veja go.nature.com/2rytztf ). A ampla gama reflete diferentes maneiras de calcular os orçamentos usando os números mais recentes.

À taxa de emissão atual de 41 Gt de CO 2 por ano, o limite inferior deste intervalo seria cruzado em 4 anos, e o ponto médio de 600 Gt de CO 2 seria passado em 15 anos. Se a taxa atual de emissões anuais permaneça nesse nível, teríamos que descartá-las quase imediatamente a zero, uma vez que esvaziemos o orçamento. Tal “salto à angústia” não é do interesse de ninguém. Uma descida mais gradual permitiria ao tempo da economia global se adaptar sem problemas.

+ Comunicado completo aqui

lixo - Revista Nature: A humanidade tem apenas 3 anos para salvar o Futuro do Planeta Terra

Stephen Hawking: “O homem deveria se espalhar pelo Universo”

LEIA TAMBÉM  Foi por pouco: Asteróide vai passar próximo da Terra!

LEIA TAMBÉM  Tesla surpreende o mundo novamente!

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.