Artigo: Concessões, por favor! por Marcos Petry
Opinião

Artigo: Concessões, por favor!

internet - Artigo: Concessões, por favor!

Ao passar pelos perfis de rede social, se acha fotos, GIFS animados e discussões. Muitas, e ferrenhas discussões: Parece que é cada um por si, tal como numa cena de Mad Max (só que sem os carrões e as batalhas violentas ) sem fazer esforço, se percebe o potencial jogado fora, porque compartilhar hoje em dia, parece ser nada mais que um comando.

Cada pessoa ganhou armas para inventar, rever e desafiar… E ao mesmo tempo, ganhou feridas que se nota, não podem ser tocadas ! Grupos formados online, tem a ameaça de ebulição, com sazonalidades específicas, entre jogos de futebol, campanhas políticas e a relação direitos e deveres. Quando numa encruzilhada moral, a gente quebra as convenções, buscando se sobressair !

A rede está cheia de possibilidades, e somos ilhas! Sei, estamos carecas de ouvir isso. Lembro que lá em 2003, no programa Buzina MTV (Quando a internet não era tão evidente) Humberto Gessinger já dizia coisas como “A gente pensava que a internet ia democratizar as coisas“ (…) “Os caras não vão nem a casa do vizinho “ Concluía. Lamentável, que há 14 anos ele estivesse refletindo exatamente o que nos tornaríamos !

Se nos perdemos, é porque “perder-se “ se torna uma experiência legal. Tão legal que chega a modificar percepções, logo não há mais outros, somente a gente… De novo, já estamos carecas de saber. Nos resta agora partir desse ponto, para criar pontes entre ilhas: Quando vamos formar experiências legais , e que envolvam concessões ?

Conceder passa um pouco por entender! Estamos então, com a faca e o queijo, podemos navegar, pesquisar e compreender… Acho que funcionaria tipo merthiolate pra curar nossas feridas. O problema conosco, é a falta de reconhecimentos de erro. De incompletude.. O primeiro a dizer que ” não sabe de tudo” e admitir, é também o primeiro a conceder.

Há diplomacia nas redes? Saber da resposta passa pelo perfil de cada um e cada uma: Nós queremos conceder? Pomos curativos nas feridas ou as deixaremos sangrar, enquanto a vitalidade diminuí? Concessão. Tá aí um processo intrínseco, que vem muito antes das postagens, dos pefís e também da web… É preciso pesquisar a respeito da alma e da empatia! Que tal trocar o número de amigos por esse sentimento de “se por no lugar dos outros? “ Já sabemos fazer isso na teoria, com fotos vídeos e outras mídias. Agora é chegada a hora de sintetizar tudo.

Criar pontes não é um processo dos grandes: A gente dá patadas em governos, critica e aponta falhas de instituições, exige flexibilidade… Não nos damos conta do que ocorre com nossa mentalidade, no aqui e no agora! Como diz a cantiga, devemos retirar uma pedra a cada vez de nossos muros. É tempo de diálogo e de concessões por favor ! Jogar muitas ideias a luz, correr para se esconder nas comunidades já não nos serve.

As redes sociais nos apontam caminhos, e temos de tomar um rumo. As pessoas muito esperam ser lidas, feito um livro aberto mesmo… Se nos aproximarmos isso já vai acontecer e o bacana é que vamos ampliar nossas redes de contato no mundo real! Energia a mais para realizar os nossos sonhos. Basta propor um diálogo, transpassando aquilo que sabemos dentro do tempo-espaço que podemos manipular.

Por Marcos Petry

LEIA TAMBÉM  Tudo pelo Amor

LEIA TAMBÉM  Facebook e o avião de energia solar que irá levar Internet ao mundo

 

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.