Artigo: Curiosidade apenas, não amor - Fotos, Curiosidades, Comunicação, Jornalismo, Marketing, Propaganda, Mídia Interessante
Opinião

Artigo: Curiosidade apenas, não amor

love - Artigo: Curiosidade apenas, não amor
“O que tu chamas tua paixão,
É tão somente curiosidade.
E os teus desejos ferventes vão
Batendo as asas na irrealidade…” (Manuel Bandeira).
 

As pessoas clamam por emoção, por espetáculo, por novidade. Diante de tanta carência, dão seus nomes a paixões que correm o risco de não valerem a pena. Como no poema de Manuel Bandeira, o que para muitos é amor, para outros não passa de simples e fútil curiosidade. Curiosidade sobre o jeito, sobre o cheiro, sobre a intensidade… Curiosidade apenas, curiosidade nociva, curiosidade imprudente e muitas vezes leviana.
O que mais chama a atenção é que este não é caminho apenas de adolescentes e jovens. Não, muito diferente disso, esse ledo equívoco acomete a todas as faixas etárias e a ambos os sexos. A ideia de que o “proibido é muito melhor” tem alimentado as “paixonites” que podem levar muitos à perdição (em seu sentido literal).
A entrega de corpo e alma a alguém deveria ser mais bem-pensada, mais ponderada, tida como consequência de vivências reais, e não baseada em sentimentos que não vão durar muito tempo (acredite).
“Nas asas da irrealidade” se fundamenta a paixão, ela que é tida como a projeção dos pensamentos do apaixonado sobre seu objeto. Simplificando, é como se o apaixonado criasse um personagem, no qual todas as suas vontades são projetadas e fiéis. Contudo, personagem é ficção, no mundo real não há mais espaço para esses delírios.
Amar é diferente. Amar envolve solidariedade, respeito, cuidado, paciência, entrega genuína. Há amor que nunca experimentou paixão, ao passo que há paixão que nunca se tornará amor. Tem muita coisa envolvida nesse perigoso jogo. Não dá para se “entregar” a sentimentos sem o mínimo fundamento, pois pode ser um caminho de prisão, de armadilha, de ameaças.
Já o amor liberta, não traz medo nem competição. O amor é genuíno e, como tal, nasce na inteligência, e não apenas no bater mais forte do coração.
Por Erika de Souza Bueno
A Articulista é Coordenadora Educacional, professora e consultora de Língua Portuguesa; Articulista sobre assuntos de língua portuguesa, educação e família; Editora de Portais Educacionais; Palestrante; Revisora Textual e Redatora. 

 

LEIA TAMBÉM  Inventor autônomo cria sensor para evitar danos as rodas e pneus ao estacionar

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.