TV Colosso - O tempo em que a cachorrada invadiu a Telinha da Rede Globo - Fotos, Curiosidades, Comunicação, Jornalismo, Marketing, Propaganda, Mídia Interessante
Lembranças Televisão

TV Colosso – O tempo em que a cachorrada invadiu a Telinha da Rede Globo

tv colosso - TV Colosso - O tempo em que a cachorrada invadiu a Telinha da Rede Globo
Gostou? Compartilhe nas Redes Sociais

6c1a8 tv colosso - TV Colosso - O tempo em que a cachorrada invadiu a Telinha da Rede Globo“Atencióne!!!, La hora de matarr a fome está na mesa pessoal!”  Está era uma das celebres frases dita pelo  boneco de cachorro – chefe de cozinha com sotaque francês no fim de cada TV Colosso, antes de ser atropleado por uma legião de cães famintos. O programa abriu a porta para a cachorrada entrar na televisão em 1993, no qual convidou as crianças para asssistir o mundo da cachorrada todos os dias na Rede Globo (Canal 5 São Paulo), TV Colosso era uma espécie de “TV Canina de verdade” que ia ao ar todos os dias, no qual  participavam caninos responsáveis como repórtres, cameras-man, diretores, redatores, e até puxa-sacos , onde sempre faziam o roteiro deste fiel programa que encantava as manhãs de jovens e crianças na década de 90. Os bonecos eram manipulados em fantoches manualmente e alguns eletrônicamente.  Entre os cães, estava a gloriosa e charmosa Priscila, uma shee-dog bastante da danada, além de Gilmar, Borges, Jeca Paladium, Capachão e outros bonecos de várias raças de cães. A TV Colosso funcionava como uma televisão como se fosse real, tinha telejornais, programas de humor, novelas, e especiais de verão e muito mais, entre eles estavão o “Jornal ColoSSAL” e o famoso “Acredite Se Quisér”.

TV Colosso foi um ícone na programação da Rede Globo sendo um dos programas mais aceitos dos ultimos tempos, estava sob custódio do Boninho, mas infelizmente o útlimo programa foi ar no inicio de 1997, e nunca mais a emissora questionou no intuito de voltá-lo a um remake ou algo parecido. Mas o que realmente a TV COLOSSO deixou aos telespectadores matutinos foi uma enorme lição de como se fazer um programa de  ótima qualidade e dedicação, coisa que infelizmente hoje em dia é raro de se ver.

LEIA TAMBÉM  SBT confirma volta do Show do Milhão na versão Kids!
09711 corvo - TV Colosso - O tempo em que a cachorrada invadiu a Telinha da Rede GloboCUIORISADE: Para quem não sabe, quem interpretava a cachorra Priscila não era uma mulher e sim um homem, pois o peso do fantoche era bastante para uma mulher. Houve boatos de quem colocava a roupa de Prisicla foi Rodrigo Scarpa, mais conhecido como o Repórter Vesgo do Pânico na TV (Rede TV – Canal 9 São Paulo). Scarpa já colocou diversas fantasias em sua vida, uma delas bem conhecida também era o CORVO do programa Descontrole que era apresentado por Marcos Mion na BAND (Canal 13 – São Paulo) em meados de 2002. Calma pois o repórter Vesgo não interpretou o pintinho Amarelinho, do programa Domingo Legal com o Gugu como muitos pensam, quem o interpretava era o grandioso Neco.
TV COLOSSO fez mutos fãs e consolidou uma época de ouro na programação infantil dos anos 90. Reveja um pouco desse caninos que conquistou o Brasil, além de Portugal pela a cabo. Mate mais saudades de programas antigos em nosso link lembranças.


Por Mídia Interessante.com

ABERTURA da TV ColossoElogiada por muitos críticos de TV

TV Colosso espécial de Verão JORNAL ColoSSAL

LEIA TAMBÉM  Blogs não oficiais e Apps ajudam a noticiar lançamentos da Netflix

 


- TV Colosso - O tempo em que a cachorrada invadiu a Telinha da Rede Globo- TV Colosso - O tempo em que a cachorrada invadiu a Telinha da Rede Globo
LEIA TAMBÉM  Vídeo: 40 música antigas que marcaram época e você não esta permitido a esquecê-las

3 Comentários

  • Bem legal o post, mas há uma correção a fazer.

    O Vesgo não foi a Priscila! Isso é uma brincadeira feita no Pânico uma vez, baseada no fato real de que ele foi o Corvo. O Corvo sim, mas o fato de ser a Priscila é um boato, que o Pânico lançou como verdade e se espalhou por aí.

    Na época do programa, Rodrigo Scarpa, o vesgo, nascido em 1980, ainda tinha 13 anos e morava no interior de MG (Itanhandu).

    Legal o artigo1