50% dos consumidores mudam de site se ele não carregar - Fotos, Curiosidades, Comunicação, Jornalismo, Marketing, Propaganda, Mídia Interessante
Internet Marketing

50% dos consumidores mudam de site se ele não carregar

mkt
mkt
Consumidores esperam que sites carreguem mais rápido do que nunca e 22% não voltam se encontram algum problema. A porcentagem de consumidores que aceitam esperar dois ou mais segundos para que uma página carregue está encolhendo.
Em uma pesquisa de 2014, com cerca de 3.500 consumidores em todo o mundo mostrou que 51% deles estavam dispostos a “esperar pacientemente” ou por mais de dois segundos uma página carregar. Cinco anos atrás essa porcentagem era 63%. A pesquisa é da empresa de pesquisa de mercado, TNS, encomendada pela empresa de performance para web Akamai Technologies.
30% dos consumidores em 2014 entrevistados esperam que a página carregue em menos de um segundo, versus 5% que disseram a mesma coisa em 2009. E mais: 18% dos consumidores esperam que a página carregue instantaneamente. “Instantâneo” não era uma opção de resposta em 2009.
img sem imagem - 50% dos consumidores mudam de site se ele não carregar
De acordo com dados do Top500Guide.com entre os 500 maiores varejistas online da América do Norte, nove sites desktop carregam em menos de 1 segundo, 60 carregam de 1.1 a 2 segundos e 110 carregam entre 2.1 e 3 segundos. O restante, 312 sites de e-varejistas levam mais de 3 segundos para carregar em testes conduzidos pela empresa de gestão de performance na web, Dynatrace.
A Akamai, em sua pesquisa mostrou que a expectativa do consumidor pela velocidade e sua disposição de esperar são os mesmos, independente do dispositivo que eles usam para acessar a web. 50% dos entrevistados procuram outro site para conseguir o que querem se encontram uma página que carrega muito devagar ou que para de carregar e 22% não voltam ao site que encontraram problemas.
Consumidores que usam smartphones são a maioria daqueles que têm “experiências insatisfatórias”, diz a Akamai. A empresa aponta que as duas respostas mais frequentes sobre o que constitui uma experiência insatisfatória são: o site estava lento ou não disponível. 39% dos usuários de smartphones manifestaram insatisfação, enquanto 35% os usuários de tablet estavam insatisfeitos e 25% dos usuários de desktop não gostaram da experiência. 9% disseram que preferem comprar online em seu dispositivo móvel, enquanto 76% preferem comprar em seu computador desktop.
De acordo com uma pesquisa de 2014, os consumidores que usam dispositivos móveis são mais ativos que os de desktop e gastam mais. 15% dos usuários mobile buscam por produtos na web diariamente, contra 5% dos usuários de desktop. 35% dos usuários mobile fazem uma compra pelo menos uma vez por semana, contra 15% dos usuários de desktop. Durante o ano, os consumidores que usam tablet vão gastar U$ 2.436 dólares online, consumidores que usam smartphone vão gastar U$2.352 dólares e os consumidores via desktop vão gastar U$1.584 dólares, diz a pesquisa.
“Sites de e-commerce precisam oferecer experiências mais ricas e satisfatórias através dos dispositivos, navegadores, plataformas e networks às novas gerações de compradores mobile, ou arriscam perder sua grande fonte de receita no futuro”, conclui a análise da Akamai.
Fonte: Internet Retailer via EcommerceBrasil.com.br
LEIA TAMBÉM  Engraçado: Artista recria cenas de filmes com personagens de outros

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.