Heródoto Barbeiro ouve conselhos do Mídia Interessante e melhora o jornalismo - Fotos, Curiosidades, Comunicação, Jornalismo, Marketing, Propaganda, Mídia Interessante
Cotidiano Opinião Televisão

Heródoto Barbeiro ouve conselhos do Mídia Interessante e melhora o jornalismo

herodoto - Heródoto Barbeiro ouve conselhos do Mídia Interessante e melhora o jornalismo
S11 SP 23/11/06 TV & LAZER - Balanço Social, às 20h, na Cultura. Na foto Heródoto Barbeiro. FOTO DIVULGACAO
87f69 recordnews  - Heródoto Barbeiro ouve conselhos do Mídia Interessante e melhora o jornalismo
Ficamos muito feliz que o jornalista Herótodo Barbeiro antigo âncora da TV Cultura e atualmente editor e âncora da Record News ouviu os conselho do nosso blog, ao mandarmos para ele um e-mail dizendo lhe em relação a palavra PELO MENOS” no jornalismo brasileiro.
 
 
 
 
Heródoto Barbero não só leu e respondeu nosso e-mail, bem como aboliu este tipo de colocação nas frases ditas na programação do Jornal da Record News (jornal transmitido na TV e na Internet).
 
Pelo Menos X pessoas morreram num acidente tal.
 
Esse termo “pelo menos” torna a colocação da frase em nossa opinião muito pejorativo, ficando com  impressão de “Ainda Bem”
 
 
Ainda Bem que X pessoas morreram num acidente tal. Poderia ter morrido mais.
 
E “pelo menos” (agora sim rs), até o momento, não vimos ele dizer tal conotação no telejornal.
 
Muitas, se não praticamente todas as agência e jornalistas de notícias utilizam-se desta palavra incoveniente.
 
Parabéns ao Heródoto
 
Pelo menos 100 pessoas ganharam na Mega-Sena! (notícia boa) Nesta colocação OK
Pelo menos 100 pessoas morrem de lordose por dia. (ufá, pelo menos elas morrem) Nesta colocação a forma está errada.


A campanha ocorreu no Twitter também (@midiaonline) e mandamos para o jornalista âncora do Jornal Nacional, William Bonner e cremos que e também aboliu este termo, ou viu pelo Twitter ou conversou com Herótodo Barbeito na época na TV Cultura.

Mesmo processo aconteceu, com a conotação da frase RISCO DE MORTE e RISCO DE VIDA. Que muito bem notado por algúem que interpretou o erro.

LEIA TAMBÉM  Condução de tocha Olímpica por pataxós marca primeiro dia da chama na Bahia



Quem ganha com isso!?

 
 
O JORNALISMO!

6 Comentários

  • alguns termos realmente não contribuem para a frase. Parabéns pelo trabalho. Sempre acesso o midia.

    Abraços de minas

  • Nunca tinha reparado, mas pensando desta forma, vocês estão certissimos, chega a ser um termo muito pejorativo. Vlw Evandro de Curitiba

  • bem colocado o termo tambem do risco de vida ou risco de morte, que aos poucos foi mudando no jornalismo.,=
    Essa palavra evasiva também aos poucos terá ir desaparecendo do conteudo do jornalismo,

    berthe – rj

  • Talvez o termo: “…'No mínimo' X pessoas morreram.” seria mais apropriado para esses casos, sempre achei o uso do 'pelo menos' inapropriado.

    parabéns ao mídia!

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.