Cotidiano Curiosidades

Por que chamamos de barbeiros os motoristas ruim de direção?

Fotos, Curiosidades, Comunicação, Jornalismo, Marketing, Propaganda, Mídia Interessante motorista-barbeiro Por que chamamos de barbeiros os motoristas ruim de direção? Cotidiano Curiosidades  Por que chamamos de barbeiros os motoristas ruim de direção?
Gostou? Compartilhe nas Redes Sociais

A palavra “barbeiragem” com sentido pejorativo consta no dicionário desde 1938. Navalha também serve. A palavra “barbeiragem” com sentido pejorativo consta no dicionário desde 1938. O termo está relacionado à função histórica do barbeiro. Até o início do século 19, o ofício abrangia muito mais do que aparar a barba ou cortar o cabelo. Devido à precariedade da medicina da época, os barbeiros também ajudavam a arrancar dentes ou fazer pequenas sangrias (extração de sangue) quando era preciso.

Como não tinham especialização em procedimentos cirúrgicos, cometiam muitos erros e, por isso, foram estereotipados como inexperientes e desastrados. O Brasil importou a expressão de Portugal e, por aqui, ela se popularizou para designar motoristas atrapalhados, que só fazem bobagem no trânsito.

Fonte: Elisa Battisti, linguista da UFRGS e Ari Riboldi, etimologista e autor do livro O Bode Expiatório.

barbeiros os motoristas ruim de direção

O termo está relacionado à função histórica do barbeiro. Até o início do século 19, o ofício abrangia muito mais do que aparar a barba ou cortar o cabelo. Devido à precariedade da medicina da época, os barbeiros também ajudavam a arrancar dentes ou fazer pequenas sangrias (extração de sangue) quando era preciso.

LEIA TAMBÉM  Companhia aérea chinesa inova na roupa de aeromoças

Como não tinham especialização em procedimentos cirúrgicos, cometiam muitos erros e, por isso, foram estereotipados como inexperientes e desastrados. O Brasil importou a expressão de Portugal e, por aqui, ela se popularizou para designar motoristas atrapalhados, que só fazem bobagem no trânsito.

Via SuperInteressante
Fonte: Elisa Battisti, linguista da UFRGS e Ari Riboldi, etimologista e autor do livro O Bode Expiatório.

LEIA TAMBÉM  Finais alternativos do filme Efeito Borboleta