Fotos e fatos

Foto da menina e o abutre de 1993

Fotos, Curiosidades, Comunicação, Jornalismo, Marketing, Propaganda, Mídia Interessante kevin-carter Foto da menina e o abutre de 1993 Fotos e fatos  Foto da menina e o abutre de 1993
Gostou? Compartilhe nas Redes Sociais
A foto do abutre e a menina africana foi tirada em uma aldeia na África pelo fotógrafo Kevin Carter em 1993, durante sua expedição ao Sudão para cobrir as tragédias causadas pela guerra civil na região. Essa foto é usada até hoje como símbolo do descado humantário na web e utilizado para conscientização popular. Com esta foto Carter ficou mundialmente famoso quando sua foto foi vendida ao NY Times em março de 1993. Um ano após lhe foi concedido o prêmio Pulitzer em 1994 o maior prêmio do Jornalismo. Segundo o fotógrafo, ficou esperando 20 longos minutos o abutre abrir suas asas, coisa que não aconteceu, quando sua consciência  mandou expulsar o  abutre que cercava a menina esperando ela morrer de fome, porém já era tarde demais. Kevin foi duramente criticado por deixar a menina ali morrendo, ao invés de ajudá-la. Kevin entrou em depressão e em 27 de Julho de 1994, se suicidou aos 33 anos de idade no auge de sua carreira.
Fotos, Curiosidades, Comunicação, Jornalismo, Marketing, Propaganda, Mídia Interessante 3eed6-foto-premio-urubu-crianca Foto da menina e o abutre de 1993 Fotos e fatos  Foto da menina e o abutre de 1993

Deixando uma carta com os dizeres:

 

“Estou deprimido… Sem telefone… Sem dinheiro para o aluguel.. Sem dinheiro para ajudar as crianças… Sem dinheiro para as dívidas… Dinheiro!!!… Sou perseguido pela viva lembrança de assassinatos, cadáveres, raiva e dor… Pelas crianças feridas ou famintas… Pelos homens malucos com o dedo no gatilho, muitas vezes policiais, carrascos…”

Kevin Carter 13 de setembro de 1960 – 27 de julho de 1994

 

Por Mídia Interessante

 

2 Comentários

  • Parece cruel ficar sentado observando, mas não acho que ele seja culpado pelo que aconteceu a menina.
    Certa vez entrou um besouro pela janela voando rápido que nem um condenado, bateu na parede e ficou de pernas pro ar naquela posição tipica desses animais.
    Então pensei que quando Hitler ordenou que fizessem o “carro popular alemão” (e como o idealizador do feito havia corrido que nem um condenado por ser judeu), falou a Ferdinand Porsche e outros algo do tipo:

    “- O carro popular alemão deve ter o formato priveligiado da natureza, de algum animal que seja agil e gaste pouca energia, como um besouro…”

    Nesse momento eu estava pensando o quão ridiculo era o pensamento de hitler, quando o besouro derrepente se enrosca numa teia de aranha e rapidamente é atacado por uma temida aranha marrom.
    No reflexo, tentei salva-lo, mas já era tarde demais. A aranha havia o picado e borrifado seu forte ácido restando apenas o sacrifício. Resultado: uma aranha E um besouro mortos!
    Aquela batalha, a sobrevivência daquela menina, estava visivelmente perdida. Mas talvez essa foto seja um dos grandes trunfos para talvez um dia vencer a guerra contra a fome.